mendigos, nóias, putas

mendigos, nóias, putas tem poesia
perdidos, loucos – mansos ou furiosos
o santo que comete apostasia
bandidos – não notórios ou famosos

também a encontrei em coisas frias
navalhas e punhais com seus remorsos
mas nunca a encontrei nas companhias
empresas ou nas firmas dos garbosos

não sei dizer porquê do impeditivo
talvez porque apenas não precisem
talvez porque lhes seja algo nocivo

melhor! que meus poemas realizem
o sórdido esperado, vivo, ativo
do falso e do fingido eles prescindem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: