entenda que não sou igual a ti
na minha sina eu vou, nela eu nasci
não tive muita escolha ao ser quem sou
eu tenho de seguir por onde vou

cantar, voar… um corvo, um bem-te-vi
se deixam de fazer, matam a si
então devo aceitar, tal e qual, ou
apenas morrerei sem canto ou vôo

ainda assim, meus agradecimentos
fizeste-me pensar, talvez mudar
uns fatos, atitudes ou eventos

escolho, não a rota: o navegar
mas timoneiro algum mudou aos ventos
ninguém já ordenou ao céu, ao mar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: