Archive for junho \29\UTC 2012

lilith

junho 29, 2012

a minha filha, se a tiver, será
chamada pelo nome inaceitável
de lilith. sua mãe concordará?
sabendo das possíveis mães, provável

é certo que você condenará
meu gesto mais sincero, inominável
pra todas pombagiras, saravá!
eu quero por no mundo uma indomável

que escolha ser aquilo que quiser
rebata tudo aquilo que ela ouvir
que tenha toda a força que puder

comande, por si mesma, o seu porvir
orgulhe-se de ser quem é: mulher
pra toda história podre redimir.

vídeo novo para o danielkamykovas.wordpress.com

junho 19, 2012

aí:
‘doispontos’

http://youtu.be/beo4AYzhEHU 

junho 15, 2012

pegou o seu revólver trinta e oito
canela seca, já bem desgastado
nos tempos de menor, até os dezoito
foi seu melhor amigo, esse safado

fazia as suas fitas meio afoito
mas nunca deu em merda e é atestado
na sua capivara virgem – solto
jamais penou na mão do nosso estado

mas hoje a sua vida lhe compensa?
no trampo diariamente, a se foder
pra por os mantimentos na dispensa

guardou-o na gaveta, pra esquecer
não quer mais encontrar com desavença
alguma outra saída tem que ter.

separando as coisas

junho 13, 2012

esse blog vai continuar normalmente, mas será dedicado exclusivamente aos ‘sonetos do braga’.

para meus outros textos eu criei o:

http://danielkamykovas.wordpress.com/

sim, eu me chamo ‘daniel kamykovas’.

se a coisa estiver parada por aqui, passem por lá.

e obrigado por tudo, mesmo, amigos leitores.

13 de maio.

junho 3, 2012

josé de arimatéia era um pedinde
que andava no bixiga, pelas ruas
num saco, carregava coisas suas
andava sem saber do dia seguinte

juntava uma graninha, uns dez ou vinte
comprava uma cachaça, às vezes, duas
imaginava as moças, lindas, nuas
deitadas na calçada (seu acinte)

na noite em que foi morto por pauladas
sonhava no pesado sono alcoólico
que estava, como os jovens, nas baladas

morrer não foi demais e nem insólito
pessoas? as pessoas vão dopadas
ignoram totalmente um ser simbólico.