fim da linha – a balada de Bonnie & Clyde

você, que leu a história de Jesse James
de como foi sua vida e foi sua morte
se ainda precisar de algo pra ler
eu vou contar-lhe tudo a se saber
de Bonnie & Clyde: a vida, a sina, a sorte

agora que eles são “Quadrilha Barrow”
o mundo inteiro já ficou sabendo
notícias correm… sim, roubam, assaltam
e o fim que tem aqueles que os delatam
são encontrados mortos ou morrendo.

nem são tão implacáveis como dizem
existem inverdades nos relatos
apenas tem a natureza dura
odeiam toda a lei, com força crua
os alcaguetes, gansos… todos ratos.

se diz do sangue frio dos assassinos
se diz que são cruéis, maus, delinquentes
mas digo, o que se diz é tudo errado
ao jovem Clyde eu fui apresentado
um cara dos honestos, dos decentes

a lei brincou demais co’a vida dele
na cela de prisão foi feito interno
mantido um rejeitado à sociedade
“jamais conhecerei a liberdade
então, alguns eu levo para o inferno”

estrada em que se tem bem pouca luz
sem placas pra se ter a direção
estão mais firmemente decididos
correndo cegos, mas não vão perdidos
irão morrer, mas não desistirão

estrada que escurece mais e mais
algumas vezes só se pode ver
um tipo de duelo mano a mano
e dar o seu melhor é todo o plano
sabendo já que livres não vão ser

desilusão no amor derruba alguns
uns outros pela estafa vão ao chão
mas posso garantir para você
que tudo é pouco quando a gente vê
de como, pro casal, as coisas são

se tem polícia morto ali por Dallas
e do culpado não se sabe nada
ninguém tem nem por onde começar
precisam ter alguém a quem culpar
colocam Bonnie & Clyde na parada

nos Estados Unidos, só dois crimes
não foram ao casal relacionados
se tem certeza, não tiveram nada
em um sequestro feito na calada
e os armazéns do Kansas arrombados

garoto jornaleiro diz pro amigo:
“queria que eles quase que rodassem
e dessem fuga. grana ninguém tem
notícia dessas dá pra vender bem…
se cinco ou seis polícias se fodessem.”

ninguém da lei está sabendo ainda
foi Clyde quem falou do seu esquema
“nem pense em começar com qualquer treta
agora que teremos grana preta
iremos fazer parte do sistema.”

passar do viaduto lá de Dallas
que chamam por “O Grande Divisor”
lugar que uma mulher se dá ao respeito
e homens também tem a honra e o peito
ali ninguém vai ser um delator

se forem se fazer de cidadãos
ficarem numa casa acolhedora
garanto que depois de certa noite
teram convite à luta, como acoite
ratatatá da sub-metralhadora

não são pretensiosos e nem loucos
entendem que no fim a lei vai vir
pois foram baleados já e conhecem
aquilo que as pessoas “más” recebem
a morte: por pecados sucumbir

um dia, juntos, vão ser baleados
depois terão o enterro, lado a lado
sentir o fim será seu sofrimento
pra lei, será o fim de tal tormento
e Bonnie & Clyde só serão passado.

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. Gloria Says:

    vc deve ser o unico bacharel em direito com um coraçao no lugar de um saco de cimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: