galpões e mais galpões com exaustores
eólicos girando sobre as telhas
de zinco: aqui não temos muitas cores
mas vazam do esmeril belas centelhas

os paralelepípedos sem flores
elétrico zumbir, falsas abelhas
esquivos e comuns trabalhadores
um, de uniforme azul, cobre as orelhas

barulho doloroso e alguns gritos
nem sei de onde vem, nem seu porquê
não foi nada demais, não vejo aflitos

aqui vive bem mais quem ouve e vê…
relembro do marxismo e dos seus mitos
será que alguém aqui crê em tal mercê?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: