Adendo Rápido:

Sabem por que eu não me mato?

Porque posso imaginar como seria. Todos tentariam dizer a razão do suicídio do véio Braga, assim, digamos… Jogado embaixo de um trem, relativamente novo. Uns falariam que foi a “depressão”. E estariam certos na sua obviedade de culpar este coringa das moléstias psiquiátricas. Seria dito que foi por amor. Mas cada um diria que foi por uma, algumas pensariam que foi por elas próprias. Também seria falado que foi pela bebida, mas aqueles que bebem culpariam a imoderação, a compulsão… O mesmo em relação às drogas, se bem que duvido muito que tenhamos muitos cheiradores de cola neste velório. Alguns, da decepção de não ter escrito algo suficientemente grande, ou no fato dele nunca ter lecionado, gravado, feito qualquer coisa digna de mérito, mesmo que advogar ou ser funcionário público. Teriamos até um que colocaria como causa, no final das contas, o fato dele não ter aceitado a fé, morrendo na idade que Agostinho se convertera. E haveria um que sentenciaria: culpa foi dele nunca ter superado totalmente o comunismo. O que acabaria por provocar a reação da única pessoa que talvez dissesse algo minimamente, bem minimamente, relevante, mas que se calara até então.

Ela, chorando e gritando com um ódio alucinado:

– Imbecis, ele se matou porque era retardado.

E logo depois enfiaria uma vela acesa no cu do cara que falou do comunismo.

Para salvar o cu desse cara, eu não me mato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: