NÃO É TRADUÇÃO, CARALHO!

Arte Primeira

perder as coisas nem é tão difícil
as coisas inerentemente têm
a perda em si, isso não é grande vício.

perder algo diário, algo propício
as chaves ou a hora pelo trem
perder as coisas nem é tão difícil

com prática, feroz, rápido, um míssil
lugares e os nomes e viagem
não valem a sua queda do edifício

perdi a um bom relógio (malefício?)
três casas, delas quais me lembro bem
perder as coisas nem é tão difícil

perdi duas cidades e um solstício
os rios e meu império e vivo sem
me faltam, tudo bem: um novo início…

até perder você, com tudo aquilo
amado, talvez seja nada além
perder as coisas nem é tão difícil
embora de um desastre seja indício.

Anúncios

Uma resposta to “NÃO É TRADUÇÃO, CARALHO!”

  1. C. B. Says:

    Bishop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: