um animal (dos perigosos?) vai
bem lentamente, vai, espreita, ‘ganha’
ele é um merda, um idiota, cai
em armadilhas, cai em toda manha

sim, viverá pouco, jamais um ‘ai’
alguém dará por ele, vive? apanha
mas inda assim, dele eu não sou o pai
e por demais também se teve escolha

ser verme podre, sujo pelo mundo
mas chapadão se acha foda e jóia?
perecerá devido ao vício imundo!

na falsidade sempre vai, se apóia
pois queimará pra sempre lá, profundo
abismo e inferno de existir: ser nóia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: