Archive for junho \25\UTC 2009

que caralho, sacrifício

junho 25, 2009

em virtude do seu vício
haverá tempo propício
obterá ao benefício
no mais pérfido edifício
e dirá que foi difícil
e queria ter um míssil
sem saber que era fictício
o exemplo mévio-e-tício
e pensou: colo macio
das mulheres que tem cio
que viver sempre por fio
por se ter pouco pavio
e por tal vai lá pro rio
e você, pra qual pariu
meu leitor mais imbecil.

e brilha muito nu curintia

junho 25, 2009

São Jorge é maior guerreiro
de toda época cristã
ganhou folhas de loureiro
da mão real e pagã

mas não se curvou, porém
negando-se assim a fé
no filho maior do Bem
manteve-se lá, de pé

penou martírio mais santo
na mão cruel do poder
e não sucumbiu ao pranto
pois tinha a força do crer

assim se fez esta história
que canto aqui muito mal
visando manter memória
presente em tempo atual.

junho 23, 2009

quem presta seu ouvir à lingua insana
acaba por tornar-se quem se dana
portanto experimente não ouvir
àquele que perdeu-se em seu devir

quem sabe fica quieto e não reclama
se tem equilibrado e não se inflama
não tem necessidade de mentir
nem bebe mais do falso elixir

não usa ao argumento “tu não crês”
não pinta-se de vítima jamais
resiste bravamente a todo stress

você não tirará nenhuma paz:
“a forma é o refúgio dos medíocres”
mas sua insanidade? o que faz?

Soneto (op. 70)

junho 19, 2009

cobraram que eu fizesse aqui política
paixão, ardor e luta em minha estética
fazer revolução usando a métrica
poética pra massa mais famélica

puseram então pra mim como fatídica
a minha escrita toda por maléfica
forjada pela minha mente tétrica
sem ética e que faz-se sempre bélica

que morram. manterei a pena gélida
pois luta socialista não é cálida
a flama rubra apaga-se assim, pálida

portanto, que se fodam essas tônicas
anômalas, homônimas, anônimas
e típicas das mentes histriônicas.

Soneto (op.79)

junho 19, 2009

lição primeira, vá e aprenda, burro
tirando-se os enfeites da linguagem
eivada por melindres mui obscuros
existe ao que é real e ao que é viagem

viagem (também ‘brisa’) é o sussurro
daquilo imaginado, que dá margem
ao novo em pensamento, e se maduro
acaba vindo a ser: nova roupagem

mas não, jamais se engane imaginando
que seu acreditar o faz real
se não existe à vera ali rolando

tampouco acredite em ‘bem’ e ‘mal’
e deixe de ficar aí pangüando
a mente mente muito, por sinal.

Soneto (op.78)

junho 19, 2009

mulher querendo dar a salvação
mulher querendo dar: eis a questão
aí que nós perdemos ao caminho
passamos a chapar com muito vinho

uns porres de conhaque de alcatrão
acabam por deixar bem sem noção
caído na mobilha feita em pinho
acaba sendo corno do vizinho

mulher se for pensada ao masculino
jamais pode trazer algo de bom
por isso já não posso ser menino

preciso aprender a pensar ‘com’
e ‘dar’, também. aqui nesse cassino
não deixam que eu cante no meu tom.

Soneto (op. 77)

junho 10, 2009

‘mamãe, mamãe, matei sim, a um homem’
(ou algo assim, enfim) aí que eu vi
e pude compreender porque não some
nenhuma das memórias do david

jamais ouvi do mesmo jeito ao queen
nem mesmo o inocente bem-te-vi
(que canta: rei-david!) restou pra mim
do modo que um dia o entendi

talvez eu não devesse alimentar
aos males da psique aqui em questão
em seu modo de ser tão peculiar

o que que eu vou fazer? descer-lhe a mão?
não posso (já tentei…), pois deixo estar
e deixo a deus pra dar-lhe (ou não) razão.

Soneto (op. 76)

junho 10, 2009

você dá comunismo bem barato
aos filhos bem criados das zelites
você a muito tempo se faz rato
no empenho exercido nessas lides

pregando, ó são joão batista ingrato
um gramsci que só existe em seus acintes
malogros e mentiras, isso é fato
otários que se tornaram seus ouvintes

sabemos (eu e uns poucos) já faz tempo
qual é a natureza do seu jogo
serei direto e vou bem certo ao ponto

sem dúvida terei de ser bem ogro:
sem graça, faz política o encanto
e come a comunistas já sem fogo.

Soneto (op. 75)

junho 10, 2009

seu coque loiro forma um belo laço
se veste bem com bolhas de sabão
tirar dos irmãos jonas o cabaço
será, como sabemos, a missão

no sujo mundo pop tem espaço
nas mídias mais fuleiras, mundo-cão
parece que não tem nenhum cagaço
veremos se terá vacilação

agora ela mantém cara de poker
demonstra ter em si mais confiança
que tinha o ator romero com seu joker

no mundo que de tudo logo cansa
madonna se deu bem, mas cindy lauper?
veremos sua sorte, então, criança…