Soneto (op. 045) – Isso é pegar pesado.

boçal, cuzão, playboy metido a hippie
se diz comunistão, o manifesto
foi tudo o que leu. vai morrer de gripe
sem canja da vovó. querendo, empresto

mentiras e sofismas, será vip
que sei que a gala afasta bem do resto
à parte vai comer seu acepipe
talvez se masturbar pensando incesto

sem luz em seu olhar pobre e tão miope
vergonha para a raça que escreve
bastardo rejeitado de calíope

você dentre os melhores nunca esteve
o rato não se torna nunca antílope
melhor você curtir a festa rave.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: