Soneto (op. 032)

uísque, cocaína e uns cigarros
você só me fez mal, só fez suplícios
você me torturou, roubou meus vícios
as carnes só vermelhas, vinho em jarros

nós tínhamos mentiras e comícios
pois tínhamos lugares vitalícios
em nossos corações que eram bizarros
rupturas que não podem ter reparos

a merda que fizemos nos amando
loucura, maluquice seu desmando
por graça do senhor tudo acabou

será que ainda faço bem meu show?
será que eu vou reto onde parou?
só sei que sim, irei manter-me andando.

Anúncios

Uma resposta to “Soneto (op. 032)”

  1. Juliana Says:

    esse tb……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: