(opus 004)

creio ser ele o melhor coração
uma cornucópia de amor cristão
é capaz de amolecer totalmente
mesmo eu, o mais gélido e frio descrente

mas uma coisa o transforma em pagão,
romano da decadência, vilão
o grande tesão que o faz impotente
(ou potente…) perante a fêmea ardente

este poeta é bastante ladino
mas seu conselho não é nada fino
(fato claro, notório e bem sabido):

é de fazer as pazes com a libido
aceitar humildemente o destino
ser sem orgulho um velho libertino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: